Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

segunda-feira, 8 de março de 2010

Fugindo do Pecado - Charles Haddon Spurgeon

/ On : 15:59/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.
Ele, porém, deixando as vestes nas mãos dela, saiu, fugindo para fora.Gênesis 39.12

A o lutarmos contra determinados pecados, não existe ou­tra maneira de obtermos a vitória, exceto a fuga. Os antigos naturalistas escreveram muito sobre basiliscos, cujos olhos fas­cinavam suas vítimas e tornavam-nas vítimas fáceis; semelhan­temente, o mero contemplar a perversidade nos coloca em solene perigo. Aquele que deseja estar protegido contra atos de peca­do tem de fugir de ocasiões propícias a tais atos. Temos de fa­zer uma aliança com nossos olhos, a fim de que nem mesmo contemplemos aquilo que nos causa tentações, pois tais pecados necessitam somente de uma faísca para acendê-los e logo se tor­nam um fogo enorme. 
Quem deseja entrar no leprosário e dor­mir em meio à horrível deterioração ali existente? Somente aquele que deseja se tornar leproso cortejaria, desse modo, a contami­nação. Se o marinheiro soubesse como evitar a tempestade, ele faria tudo para não correr o risco de passar por ela. 
Marinhei­ros cuidadosos não têm desejo de ver quão perto da areia mo­vediça podem navegar, nem de ver com que freqüência podem tocar uma rocha sem que a água entre no barco. Seu alvo é se manter tão distante do perigo quanto for possível e nevegar no meio de um canal seguro. Hoje, talvez eu esteja exposto a gran­des perigos. Preciso ter sabedoria de uma serpente para man­ter-me distante deles e evitá-los. É verdade que eu posso ser um aparente perdedor ao rejeitar más companhias., porém, é melhor deixar a capa do que perder o caráter (ver Gênesis 39.12). 
Não é necessário que eu seja rico, mas é imperativo que eu seja puro. Nenhum laço de amizade ou correntes que me prendem ao engano da beleza, nenhum momento de talento carnal me afastará da sábia resolução de fugir do pecado. Tenho de resis­tir ao diabo; assim, ele fugirá de mim (ver Tiago 4.7). E tenho de fugir das concupiscências da carne, pois, do contrário, elas me vencerão. Ó Deus da santidade, preserve seus Josés a fim de que não sejam enfeitiçados por sugestões vis. Que a terrível trin­dade do mundo, da carne e do diabo nunca nos domine.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails