Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Nossos Pecados são como Nuvens - C. H. Spurgeon

/ On : 17:28/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.
Desfaço as tuas transgressões como a névoa e os teus pecados, como a nuvem; torna-te para mim, porque eu te remi.(Is 44.22)


Observe atentamente a comparação feita neste versículo: nossos pecados são como uma nuvem. As nuvens têm diversas formas, assim também são as nossas transgressões. As nuvens obscurecem a luz do sol e trazem escuridão sobre as paisagens na terra. De maneira semelhante, nossos pecados escondem de nós a luz da face de Jeová e nos fazem assentar na sombra da morte. Nossos pecados, como nuvens, são coisas que brotam da terra e surgem dos recessos imundos de nossa natureza.


Quando se ajuntam em grande quantidade, eles nos ameaçam com tempestades e furacões. Diferentemente das nuvens, nossos pecados não nos proporcionam qualquer refrigério; pelo contrário, eles nos ameaçam inundar com um intenso dilúvio de destruição. Negras nuvens de pecado, como pode haver bom tempo em nossa alma, enquanto vocês permanecem?!


Consideremos agora o ato da misericórdia divina — desfazer. Deus mesmo entra em cena; e, ao invés de manifestar sua ira, Ele demonstra sua graça. Deus remove para sempre o erro, não por soprar para longe a nuvem, e sim por desfazer sua existência. A grande transação realizada na cruz removeu, eternamente, do homem as suas transgressões. Obedeçamos o gracioso mandamento — Torna-te para mim. Por que devem os pecadores perdoados viver à distância de Deus?


Se fomos perdoados de todos os nossos pecados, nenhum temor deve impedir que nos sirvamos do confiante acesso ao nosso Senhor. Lamentemos os nossos desvios, mas não continuemos neles. No poder do Espírito Santo, esforcemo-nos vigorosamente para retornar à mais íntima e mais intensa comunhão com nosso Senhor.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails