Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

A soberana escolha do Pai - C. H. Sprugeon

/ On : 12:07/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


Estes registros são antigos. 1 Crónicas 4.22


Estes registros não são tão antigos quanto aquelas coisas que constituem o deleite de nossa alma. Vamos recordá-las, nomeando-as uma a uma, assim como o avarento conta as suas posses. Existe a soberana escolha do Pai, pela qual Ele nos elegeu para a vida eterna. Fomos eleitos por Ele antes da fundação do mundo.

O amor eterno acompanhou esta eleição. Não foi somente um ato da vontade divina que nos separou; a divina afeição também estava envolvida na escolha. O Pai nos amou em e desde o princípio. Existe também o plano eterno de redimir-nos de nossa destruição certa, de purificarmos, santificar-nos e, por fim, glorificar-nos. Este plano foi idealizado desde o início e está acompanhado, lado a lado, pelo amor imutável e pela soberania absoluta.

A aliança é sempre descrita como eterna. Jesus se comprometeu com a promessa sagrada antes mesmo de a primeira estrela começar a resplandecer. NEle, os eleitos foram destinados à vida eterna. Assim, no propósito divino, a mais bendita união da aliança foi estabelecida entre o Filho de Deus e seu povo.

Esta união permanecerá como o fundamento da segurança deles, quando o tempo não mais existir. E vergonhoso que estes registros antigos sejam tão frequentemente negligenciados e mesmo rejeitados pela maioria dos crentes. Se eles soubessem mais a respeito de seu próprio pecado, se mostrariam mais dispostos a adorar a graça de Deus. Vamos admirá-Lo e adorá-Lo neste momento.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails