Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Quando Deus esquece – C. H. Spurgeon

/ On : 11:18/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


De nenhum modo me lembrarei dos seus pecados e das suas iniquidades, para sempre.

Hebreus 10.17

De acordo com essa graciosa promessa, Deus lida com o seu povo como se ele nunca houvesse pecado. Na prática, Ele esquece todas as transgressões de seu povo. Pecados de todos os tipos, Deus os considera como se nunca houvessem existido, como se tivessem sido completamente apagados de sua memória. Oh! que grande milagre de sua graça! Nessa promessa, Deus faz algo que, em certos aspectos, é impossível para Ele. Sua misericórdia realiza milagres que transcendem sobremaneira todos os outros milagres.



Nosso Deus ignora nosso pecado agora porque o sacrifício de Jesus ratificou a aliança. Podemos nos regozijar nEle sem o temor de que Ele será impulsionado a irar-se contra nós por causa de nossas iniquidades. Observem: Ele nos coloca entre os seus filhos, nos aceita como justos, deleita-se em nós, como se fôssemos perfeitamente santos.



Ele até nos coloca em posição de confiança e nos torna guardiões de sua honra, depositários das jóias de sua coroa, mordomos de seu evangelho. Ele nos considera dignos e nos confia um ministério: esta é prova mais sublime e mais especial de que Ele não se lembra de nossos pecados. Mesmo quando perdoamos um inimigo, somos muito tardios em confiar novamente nele; julgamos ser uma atitude imprudente agir dessa maneira. Mas o Senhor esquece os nossos pecados e nos trata como se nunca houvéssemos errado. O minha alma, que promessa maravilhosa é esta! Creia nela e seja feliz.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails