Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sábado, 11 de agosto de 2012

Como eu amo a igreja!! – C. H. Spurgeon

/ On : 11:07/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


“Companheiro sou de todos os que te temem e dos que guardam a tua Palavra”

Salmos 119.63

"Eu sou". É difícil nutrir certeza quanto ao futuro, a menos que estejamos certos agora. O santo homem gastava suas noites com Deus e seus dias com o povo de Deus. Os que temem a Deus amam os que o temem, e fazem uma seleção muito diminuta do número de seus companheiros sobre a base de serem eles homens tementes a Deus. Davi era um rei, não obstante era amigo de iodos os que temiam ao Senhor, quer fossem obscuros ou famosos, pobres ou ricos. Ele era membro do colégio de todos os santos.


Ele não selecionou uns poucos santos especialmente eminentes e deixou os crentes comuns fora. Ele sentia-se feliz por pertencer à sociedade daqueles que tinham apenas o princípio da sabedoria na forma de "o temor do Senhor". Ele sentia-se prazeroso em sentar-se com eles nas mais humildes formas da escola da fé. Ele buscava o temor piedoso do coração, mas também esperava ver a piedade externa naqueles a quem ele admitia em sua sociedade; daí acrescentar: e dos que guardam teus preceitos. Se guardassem os mandamentos do Senhor, o servo do Senhor conservaria sua companhia. 





Davi tinha consciência de estar do lado piedoso; ele sempre pertencera à confraria puritana. Os homens de BeIial o odiavam por isso, e sem dúvida o desprezavam por conservar essa incomensurável companhia de homens e mulheres humildes, escrupulosos e religiosos; mas o homem de Deus de forma alguma se envergonhava de seus associados; por isso até mesmo se gloriava em confessar sua união com eles — que seus inimigos façam o que puderem com ela. Ele encontrou prazer e proveito nessa santa sociedade; ele cresceu mais associando-se aos bons e recebendo honra por conservar tão honrosa companhia. 


O que diz o leitor? Você confia nessa santa sociedade? Sente-se em casa entre essas pessoas agraciadas? Se a resposta é positiva, então você pode extrair conforto desse fato. As aves da mesma espécie se mantêm juntas. Uma pessoa é conhecida pela companhia que mantém. Os que não nutrem o temor de Deus em seu coração dificilmente desejarão a companhia dos santos; isso seria muito desconcertante; seria maçante demais. Eis nosso conforto quando somos entregues à morte: congregar-nos-emos com aqueles que amaram os santos na terra; seremos contados em seu número nas regiões celestiais.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails