Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Quero convidá-lo para uma visão sombria - C. H. Spurgeon

/ On : 11:59/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.



Quero convidá-lo para uma visão sombria. Todavia, por estranho que pareça, quanto mais escura fica a cena, mais clara ela se torna para nós. Quanto mais fundo o Salvador mergulha nas profundezas da miséria, mais brilhantes são as pérolas que ele traz à tona — quanto maiores as suas tristezas, maiores são as nossas alegrias, quanto mais profunda a sua desonra, mais esplêndida é a nossa glória. Venham, então — e desta vez convido os santos e os pecadores frustrados, inseguros e trêmulos a virem comigo — venham para a cruz do Calvário. Ali, no alto do pequeno monte fora dos portões de Jerusalém onde geralmente os criminosos comuns eram executados — o Tyburn de Jerusalém, o Old Bailey daquela cidade — ali há três cruzes, estando a do meio reservada para aquele que é considerado o maior dos criminosos.


Veja! Eles o pregaram na madeira, o Senhor da vida e da glória, perante os  pés de quem os anjos se comprazem em derramar taças cheias de glória. Eles o pregaram na cruz: ele está ali, pendurado no meio do céu, sangrando, morrendo. Ele está com sede e grita, eles lhe enfiam uma esponja com vinagre na boca. Ele está sofrendo e precisa de compaixão, mas eles zombam dele: "Salvou a outros mas a si mesmo não pode salvar." Eles citam errado as palavras dele-, desafiam-no a destruir o templo e reconstrui-lo em três dias-, no momento em que ele faz exatamente isso, eles dizem que ele não tem poder para fazê-lo. Olhe para ele, antes que caia o véu sobre agonias tristes demais para contemplar. Veja-o! Existiu algum rosto tão desfigurado como o dele? Existiu algum coração tão cheio de agonia? Existiram olhos tão abrasados pelo fogo do sofrimento como estes, gotejando de agonia atroz? Venha e olhe para ele, contemple-o agora. O sol eclipsou-se, recusando-se a olhá-lo! A terra treme, os mortos levantam, os horrores dos seus sofrimentos deixaram a própria terra perplexa:


Ele está morrendo!
O próprio amigo dos pecadores!


E nós convidamos você a olhar esta cena para que você seja iluminado. Quais são as suas dúvidas esta manhã? Sejam quais forem, elas podem ter uma solução agradável e amorosa, olhando para Cristo na cruz. Talvez você tenha vindo duvidando da misericórdia de Deus; depois de olhar para Cristo na cruz, ainda tem dúvidas? Se Deus não fosse cheio de misericórdia e pleno de compaixão, será que ele daria seu Filho para sangrar e morrer? Você acha que um pai que arranca seu filho querido do seu coração e prega-o numa árvore de modo que tenha uma morte infame em nosso lugar, que um pai assim é duro, inclemente, impiedoso? Não permita tal pensamento ímpio! Deve haver misericórdia no coração de Deus, ou jamais haveria uma cruz no Calvário.


Talvez você duvide que Deus tenha poder para salvar? Talvez você esteja dizendo em seu coração esta manhã: "Como será que ele pode perdoar um pecador tão grande como eu?" Olhe, pecador, olhe para a grande expiação que foi feita, o grande resgate que foi pago. Você acha que este sangue é ineficaz para perdoar e justificar? É verdade que, sem a cruz, uma pergunta ficaria sem resposta: "Como Deus pode ser justo e, ao mesmo tempo, justificar os ímpios?" Todavia, veja ali o substituto sangrando! e saiba que Deus aceitou que os sofrimentos dele equivalem às desgraças de todos os crentes. Depois, se seu espírito puder, atreva-se a pensar que o sangue de Cristo não é suficiente para que Deus vingue sua justiça e mesmo assim tenha misericórdia dos pecadores.


Mas eu posso imaginar que você diga: "Não tenho dúvidas da sua misericórdia em geral, nem que ele pode perdoar, mas se ele quer me perdoar." Eu insto com você. por amor daquele que morreu mas está vivo, a não procurar esta manhã uma resposta para esta dificuldade em seu próprio coração, a não se sentar e olhar para os seus pecados; foram estes que o colocaram em perigo — eles não poderão livrá-lo dele. A melhor resposta que você pode receber está ao pé da cruz. Sente-se em contemplação silente por meia hora quando chegar em casa hoje; sente-se ao pé da cruz e contemple o Salvador que morre, e daí eu o desafio a dizer.- "Duvido que ele me ame." Olhar para Cristo gera fé. Você não pode crer em Cristo se não olhar para ele; e, fazendo-o, você vai saber que ele pode salvar. Você conhecerá seu carinho, e não poderá mais duvidar depois de tê-lo visto. O Dr. Watts diz:


Se os povos vissem seu valor, Reagiriam com amor.
Eu tenho certeza de que também podemos dizer assim:
Se os povos vissem seu valor, Confiariam com fervor.


Olhe para ele agora, e suas dúvidas logo serão dissipadas; não há nada que dissolve dúvida e medo tão rápido como encontrar o olhar amoroso do Senhor morrendo na cruz.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails