Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

domingo, 3 de março de 2013

Ensina-nos a orar – C. H. Spurgeon

/ On : 09:00/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.



Naqueles dias, retirou-se para o monte, afim de orar, e passou a noite orando a Deus.
Lucas 6.12


Se alguém podia viver sem oração, esse alguém era o nosso imaculado e perfeito Senhor. Apesar disso, ninguém jamais esteve tão freqüentemente em súplicas como Ele esteve!


O amor de Jesus pelo Pai era tão grande, que O levava a estar em constante comunhão com Ele. O amor de Jesus por seu povo era tão profundo, que Ele desejava estar intercedendo por eles.


A vida de oração de Jesus constitui uma lição para nós. A hora que Ele escolhia, para orar, era admirável. Ele escolhia a noite, a hora do silêncio, quando as multidões não O perturbariam. Era um tempo de inatividade, quando todos, exceto Jesus, paravam suas atividades. Quando o sono fazia os homens esquecerem suas aflições e cessarem de vir a Jesus, para receber alívio, o Senhor Jesus intercedia por eles. Enquanto os outros encontravam descanso no sono, Jesus renovava seu vigor através da oração.


O lugar também era muito bem selecionado. Jesus estava sozinho onde ninguém poderia interferir ou observá-Lo. Aqueles montes escuros e silenciosos eram um quarto perfeito de oração para o Filho de Deus. Os céus e a terra, na quietude da meia-noite, ouviam os clamores e suspiros do misterioso Ser em quem ambos os mundos se misturavam.


A continuidade dos clamores de Jesus é notável. A longa noite não era muito extensa para Ele. A brisa fria não congelava as suas devoções. A densa escuridão da noite não entenebrecia a sua fé, nem a solidão impedia a sua intercessão.


A ocasião desta oração de Jesus é admirável — aconteceu depois que seus inimigos ficaram enraivecidos. A oração era o refúgio e a consolação do Senhor Jesus. Ele orou antes de escolher os doze apóstolos. A oração foi o arauto de sua nova obra. Devemos aprender de Jesus a nos refugiarmos em um lugar especial de oração, quando estivermos passando por provações ou quando contemplamos novas realizações para a glória de Deus. Senhor Jesus, ensina-nos a orar.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails