Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Quando o Espírito toca | C. H. Spurgeon

/ On : 10:30/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.



E os seus céus destilarão orvalho.

Deuteronômio 33.28


Aquilo que o orvalho representa para o reino da natureza, isso mesmo é o que representa a influência do Espírito Santo no reino da graça divina. Quão imensamente eu necessito de sua influência! Sem o Espírito de Deus, sou uma planta ressecada e árida. Eu enfraqueço, desfaleço e morro.


Quão estimulantemente esse orvalho me refresca! Quando sou favorecido por recebê-lo, sinto-me feliz, animado, forte, elevado. Não preciso de mais nada. O Espírito Santo me outorga vida e tudo que essa vida exige. Todas as demais coisas, sem o orvalho do Espírito, são menos do que nada. Eu ouço, leio, oro, canto, participo da mesa de comunhão, mas não encontro nessas realizações qualquer bênção, enquanto o Espírito Santo não me visita. Todavia, quando Ele derrama seu orvalho sobre mim, todos os meios da graça se tornam agradáveis e proveitosos.


Que maravilhosa promessa é esta para mim! "Seus céus destilarão orvalho." Serei visitado pela graça. Não serei deixado a passar por minha estiagem natural, ou pelo calor intenso do mundo, ou pelos ventos ardentes das tentações de Satanás. Oh! que neste exato momento eu sinta o amável, tranqüilo e suficiente orvalho do Senhor! E por que não deveria senti-lo? Aquele que me fez de maneira semelhante à grama da campina, há de tratar-me como o faz à erva verde dos campos! Ele me refrescará dos céus. A erva verde não pode clamar por orvalho, assim como eu posso fazê-lo. Certamente, o Senhor que visita as plantas, que não oram, atenderá seu filho que clama.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails