Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Todo nascido de Deus vence o mundo! | C. H. Spurgeon

/ On : 08:22/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.

Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé.

1 João 5:4


As epístolas de João são perfumados com o amor. A palavra amor ocorre continuamente. enquanto o Espírito Santo entra em cada frase. Cada letra é completamente encharcado e impregnadas com este mel celeste. Se ele fala de Deus, seu nome deve ser o amor, são mencionados os irmãos, ele os ama, e até mesmo do próprio mundo, ele escreve: "Deus amou o mundo, que deu o seu Filho unigênito." Desde a abertura até a conclusão, o amor é a maneira, o amor é a matéria, o amor é o motivo, e amar é o objetivo.


Não estamos, portanto, nem um pouco surpresos por encontrar palavras tão marciais em tão pacífica escrita, porque eu ouvi um som de guerra. Não é a voz do amor, com certeza, que diz: "Aquele que é nascido de Deus vence o mundo." Eis aqui conflitos e batalhas. A palavra "vencer" parece ter em si algo da espada e da guerra; de lutas e contendas; de agonia e de luta, assim ao contrário do amor, que é suave e gentil, que não tem palavras duras dentro dos seus lábios, cuja boca é revestida com veludo; cujas palavras são mais macias do que a manteiga, e cujas declarações são mais fáceis do que o óleo fluindo. Aqui temos a guerra pela espada, pois eu li: "Tudo o que é nascido de Deus vence o mundo;" briga até a morte; batalha ao longo da vida; lutando com uma certeza de vitória.


Como é que o mesmo evangelho que sempre fala de paz, aqui proclama uma guerra? Como pode ser? Simplesmente porque há algo no mundo que é antagônico ao amor; existem princípios estranhos, que não podem suportar a luz, e, portanto, antes que a luz possa raiar, ele deve perseguir a escuridão. Reina o verão, mas antes, você sabe, ele tem que batalhar com o inverno, para enviá-lo para longe uivando nos ventos de março, e derramando suas lágrimas nas chuvas de Abril. Assim também, antes de qualquer coisa grande ou boa poder ter o domínio deste mundo, ela deve lutar por isso. Satanás tem sentado ele mesmo em seu trono manchado de sangue, e nada o derrubará, exceto a força, a luta e a guerra. Nem a escuridão sobre as nações, pode ser vencida, até que o sol estabeleça o seu império de luz atravessando a noite com os seus raios cheios de flechas, que fazem a noite fugir. Por isso lemos na Bíblia que Cristo não veio trazer paz à terra, mas uma espada, ele veio para colocar "o pai contra o filho, e o filho contra o pai, a mãe contra a filha, e a filha contra o mãe, a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra;” não intencionalmente, mas como um meio para um fim, porque deve haver sempre uma luta entre a verdade e a injustiça para que a verdade possa reinar. Ai de mim! porque que a terra é o campo de batalha onde o bem deve combater com os anjos do mal, com a respiração queimando a misturar-se no conflito, mas as tropas do Capitão da Salvação são os soldados da cruz, e que ainda que tenham que lutar sozinhos, ainda triunfarão gloriosamente.


Eles serão suficientes para a conquista, e o lema do seu padrão é SUFICIENTE. Suficiente pelo braço da Trindade que lhes ajuda.


Em sentidos variados, o cristão vence o mundo. A dura batalha, senhores, eu garanto a vocês: não é aquela que os cavaleiros do tapete podem ganhar. Não, senhores, é a guerra de toda uma vida. Uma longa luta que necessita da força de todos estes músculos, e desse coração forte, uma disputa que reclamará todas as nossas forças, se quisermos ser triunfantes, e se quisermos ser mais do que vencedores, se dirá de nós, como Hart disse de Jesus Cristo: "Ele tinha bastante força e nenhuma de sobra;" uma batalha em que o mais arrogante coração pode balançar; uma luta em que o bravo pode tremer, se ele não lembrar que o Senhor está do seu lado, e, portanto, a quem ele deve temer? Ele é a força da sua vida, de quem ele terá medo? Esta luta com o mundo não depende de força ou poder físico, se fosse, poderíamos ganhar em breve, mas é muito mais perigoso a partir do fato de que é uma luta de espírito, uma batalha de coração, uma luta do espírito, uma contenda da alma. Quando vencemos o mundo de uma maneira, não temos meio caminho andado no nosso trabalho, pois o mundo é um Proteu, mudando sua forma continuamente; como o camaleão, ele tem todas as cores do arco-íris, e quando você vence o mundo numa forma, ele irá atacá-lo em outra. Até que você morra, você sempre terá que lutar com as aparências doces do mundo. Deixe-me apenas mencionar algumas das formas em que o cristão vence o mundo.


I. Ele vence o mundo, quando este age como um legislador, querendo lhe ensinar costumes. Você sabe que o mundo tem o seu velho livro de leis de costumes, e quem não optar por ir de acordo com a moda do mundo, será banido pela sociedade. A maioria de vocês se comporta assim como todo mundo faz, e isso basta para vocês. Se você fizer uma coisa desonesta nos negócios, é correto segundo seu ponto-de-vista porque todo mundo faz isso. Se você vir que a maioria da humanidade tem certos hábitos, você sucumbe. Você se rende. Você pensa: eu suponho, que marchar para o inferno em multidões, vai ajudar a diminuir o calor feroz da queima do abismo, em vez de lembrar que quanto mais lenha houver, maiores são as chamas. Os homens costumam nadar com a corrente como um peixe morto, porque apenas o peixe vivo que consegue ir contra ela. Assim, somente o cristão que despreza costumes, que não se importa com convencionalismos, quem somente faz a si mesmo a pergunta: "Isto é certo ou errado? Se for certo, eu serei singular. Se não houver outro homem neste mundo que vai fazê-lo, eu o farei; quando se fizer a chamada universal para subir ao céu, eu vou fazê-lo ainda, que me amarrem na estaca para ser queimado, eu vou fazê-lo, vou ser singularmente reto, se a multidão não me seguir, eu vou sem eles, eu ficarei contente se todos eles forem também e fizerem o que é correto, mas se não, eu vou desprezar seus costumes; Eu não me importo com o que os outros fazem, eu não serei julgado pelo que outros homens façam; para o meu próprio Mestre eu estou de pé ou caio.

Assim eu conquisto e venço os costumes do mundo ".. Mundo bonito! A sociedade se vestiu em arminho, ela põe as vestes de um juiz, e solenemente lhe diz: "Homem, você está errado. Olhe seus companheiros;. veja como eles fazem. Eis as minhas leis. Os homens não têm feito.. assim por centenas de anos? Quem é você, para se voltar contra mim? " E ela pega seu carcomido livro de leis, e vira as páginas mofadas, e diz: "Veja, aqui um fato ocorrido no reinado de Nabucodonosor, e aqui está outra lei promulgada nos dias de Faraó. Isto deve estar correto, porque a antiguidade o tem envolvido entre os seus padrões autoritativos. Você quer permanecer firme e se colocar contra as opiniões da multidão? " Sim, nós o fazemos; pegamos o livro de leis do mundo, e o queimamos, como fizeram os Efésios com seus livros de magia; tomamos seus atos, e os transformamos em resíduos de papel, nós tiramos e rasgamos a sua proclamação das paredes; e não nos preocupamos com o que os outros fazem; o costume para nós é uma teia de aranha; e mantemos a loucura de sermos singulares, e quando ser singular é o certo, nos consideramos orgulhosos de modo sábio e vencemos o mundo, nós pisoteamos os seus costumes; andamos como um povo distinto, uma raça separada, uma geração escolhida, um povo peculiar.

Os crentes dizem: "Não podemos nos conformar com os costumes do mundo. Se oramos, também praticamos, ou então somos hipócritas, hipócritas confusos. Se vamos à casa de Deus e professamos amá-lo, nós o amamos em todos os lugares; levamos nossa religião conosco na loja, atrás do balcão; em nossos escritórios, porque precisamos tê-lo em todos os lugares, ou então Deus sabe que isto não é nenhuma religião.”

Vocês devem se levantar, então, contra os costumes da humanidade. Embora, esta possa ser uma cidade de três milhões de habitantes, vocês devem ser separados, se querem vencer o mundo.

2. Nos rebelamos contra os costumes do mundo. E se fizermos isso, qual é a conduta de nosso inimigo? Ela muda seu aspecto. "Aquele homem é um herege, aquele homem é um fanático, ele é um hipócrita", diz o mundo diretamente. Ela pega sua espada, franze a testa como um demônio, e produz uma tempestade ao seu redor e diz: "O homem se atreve a desafiar o meu governo, ele não vai fazer o que outros fazem. Agora vou persegui-lo.

Calúnia! vem das profundezas do inferno, e assobiará para ele. Ódio! aguça o seu dente e o morde. A sociedade mundana se agarra a todas as coisas falsas, e persegue aridamente o homem. Se ela puder, fará isso com a mão, se não, com a língua. Ela o aflige onde quer que esteja. Ela tenta arruiná-lo no negócio, ou se ele está de pé como o campeão da verdade ela zomba, ri, e despreza. Ela não deixa nenhuma pedra desvirada com a qual possa feri-lo. Qual é então o comportamento do guerreiro do Senhor, quando vê o mundo pegar em armas contra ele, e quando vê toda a terra, como um exército, chegando para persegui-lo, e finalmente destruí-lo totalmente? Será que ele se renderá? Será que ele se dobrará? Oh, não! Como Lutero, ele escreve "Cedo Nulli" em sua bandeira "eu nunca cederei" e ele guerreará contra o mundo, se o mundo vier guerrear contra ele.

"Deixe que toda a terra se levante armada, ele permanece em perfeita paz.

Ah! caso alguns de vocês tivessem uma palavra falada contra vocês, seria logo revelado qual é a sua religião, mas o verdadeiro filho-nascido de Deus pouco se importa com a opinião do homem. "Ah", diz ele, "deixe o pão me faltar, deixe-me ser condenado a vagar pelo mundo sem um tostão, sim, me deixe morrer: cada gota de sangue dentro dessas veias pertence a Cristo, e eu estou pronto para derramá-lo por amor do seu nome. " Ele considera todas as coisas como perda, para que possa ganhar a Cristo, para que possa ser encontrado nele, e quando o mundo rugir seus trovões, ele sorri para o tumulto, enquanto entoa sua música predileta:

"Jerusalém meu lar feliz,
Nome sempre querido para mim;
Quando meus labores tiverem fim,
Há alegria e paz em ti "

Quando sua espada vem, ele olha para ela. "Ah", ele diz: "o relâmpago brilha em seus trovões, rasgando as nuvens, e aterrorizando as estrelas, mas é impotente contra as rochas que cobrem o alpinista, o qual sorri para a sua grandeza, de igual modo o mundo não pode me arruinar, pois no tempo da angústia meu Pai celestial me esconde no seu pavilhão, no recôndito do seu tabernáculo me esconderá, e me porá sobre uma rocha. " Assim, repito, conquistamos o mundo, sem nos preocuparmos com sua testa franzida em carranca.

3. "Bem", diz o mundo: "vou tentar um outro método", e isso, creiam-me, é o mais perigoso de todos. Um sorriso do mundo é pior do que um testa franzida. Ela diz: "Eu não posso ferir o homem lentamente, com meus golpes repetidos, vou usar minha luva e mostrar-lhe uma mão branca justa, vou lhe dar beijos. Eu vou dizer a ele que eu o amo:. Vou lhe bajular, vou falar palavras boas para ele. " John Bunyan descreve bem esta Senhora borbulhante: ela tem uma maneira de ganhar, ela solta um sorriso no final de cada uma de suas sentenças, ela fala muito das coisas justas, das tentações duras e áridas a serem vencidas e conquistadas.


Oh, acredite em mim, os cristãos não estão tanto em perigo quando são perseguidos como quando eles são admirados. Quando estamos em pé sobre o pináculo da popularidade, podemos muito bem temer e tremer. Não é quando estamos debaixo de vaias, que temos qualquer motivo para nos alarmar, é quando estamos embalados pelo colo da fortuna, e cuidados sobre os joelhos do povo, isto é, quando todos os homens falarem bem de nós, que podemos dizer: ai de nós. Não é no vento frio do inverno que eu tiro meu casaco de justiça, e o jogo fora, é quando o sol nasce, quando o clima está quente, e o ar ameno, que eu imprudentemente retiro minhas vestes, e fico nu.


Bom Deus! quantos homens têm se desnudado por amor a este mundo! O mundo o tem lisonjeado e aplaudido, ele tem bajulado os bêbados, ele vacilou, ele pecou, ele perdeu sua reputação, e, como um cometa que passou pelo céu, vagueia longe no espaço árido e perdido na escuridão; tão grande quanto era, é também a sua queda; e quão poderoso era, também vagueia e se perde. Mas nunca é assim com o verdadeiro filho de Deus; ele está tão seguro quando o mundo sorri, como quando ele franze a testa, ele pouco considera o ser louvado ou desprezado. Se ele é elogiado, e é verdade, ele diz: "Minhas ações merecem elogios, mas transfiro toda a honra ao meu Deus. "Grandes almas sabem que merecem a sua crítica, para eles, isto nada mais é do que a doação da sua renda diária. Alguns homens não podem viver sem uma grande quantidade de elogios, e se eles não têm mais do que eles merecem, deixem-nos tê-los. Se eles são filhos de Deus, eles serão mantidos estáveis;. eles não será arruinados ou estragados, mas ficarão com pés como os da corça em lugares altos.


"Esta é a vitória que vence o mundo."


4. Algumas vezes, repito, o mundo se torna um carcereiro para um cristão. Deus envia aflições e tristezas, até que a vida parece uma prisão, e o mundo seu carcereiro e um carcereiro miserável também. Você nunca participou dos problemas e provações, meus amigos? e o mundo nunca tem vindo a você dizendo:


"pobre prisioneiro, eu tenho uma chave que vai soltá-lo. Você está em dificuldades pecuniárias?... Vou lhe dizer como você pode obter gratuitamente. Jogue fora o Senhor Consciência. Contudo ele lhe pergunta se isto não é um ato desonesto. Nunca pense nisto;... deixe-o dormir, pense sobre a honestidade depois que você tiver o dinheiro, e gastá-lo em seu lazer. " Assim diz o mundo, mas você diz: "eu não posso fazer isto."


"Bem", diz o mundo ", então gema e resmungue: um homem bom como você trancado nessa prisão!" "Não", diz o cristão, "o meu Pai me enviou a Sua vontade, e em seu próprio tempo, ele vai me livrar. Mas se eu morrer aqui eu não vou usar meios errados para escapar. Meu Pai me colocou aqui para o meu bem. Eu não vou reclamar, se os meus ossos devem estar aqui, se o meu caixão ficar sob estas pedras - se o meu túmulo de pedra tiver que ser na parede da minha masmorra, aqui morrerei, ao invés de tentar levantar um único dedo para sair por meios injustos."

“Ah", diz o mundo, então és um tolo." O escarnecedor ri e passa, dizendo: "O homem não tem cérebro, ele não vai fazer uma coisa ousada, ele não tem coragem, ele não vai navegar sobre o mar, ele deseja ir pela antigo caminho da moralidade" Assim ele faz, porque assim ele vence o mundo.


Oh! Eu poderia lhes contar algumas batalhas que foram travadas. Havia uma moça pobre, que para ganhar a vida trabalhou, trabalhou, trabalhou, até que seus dedos estavam gastos até o osso, e sabemos que para obter as coisas que temos usamos não raro o sangue, e ossos e tendões de meninas pobres. Esta menina pobre foi tentada mil vezes, o maligno tentou seduzi-la, mas ela lutou uma batalha valente; se firmou em sua integridade, no meio de sua pobreza, ela ainda permanece de pé. "Clara como o sol, formosa como a lua, e terrível como um exército com bandeiras ", uma heroína não vencida pelas tentações e seduções do vício. Em outros casos: muitos homens tiveram a oportunidade de serem ricos em uma hora, se eles se agarrassem a algo que não ousaram olhar, porque Deus dentro deles lhes disse: "Não." O mundo disse: "Seja rico, seja rico", mas o Espírito Santo disse: "Não! Seja honesto;!. Sirva o teu Deus"



Oh, a dura competição. E o combate viril travado no interior do coração! Mas ele disse: "Não, eu poderia ter as estrelas transformadas em mundos de ouro, eu não lançaria mão daqueles riquezas negando os meus princípios, e produzindo dano à minha alma:" assim ele é um vencedor. "Esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé."

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails