Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Você terá que responder! - C. H. Spurgeon

/ On : 08:52/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


Quando o antigo Israel desprezou e murmurou contra Moisés, lhes disse com mansidão: “As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o SENHOR” (Êxodo 16.8). E, de fato, o ministro do Evangelho pode dizer o mesmo, apoiado pelas Escrituras: aquele que nos despreza, não despreza a nós, mas Aquele que nos enviou; aquele que rejeita a Mensagem, não rejeita o que estamos dizendo, mas antes, rejeita a Mensagem do Deus Eterno.


O ministro é apenas um homem, sem qualquer poder sacerdotal, todavia é um homem que foi separado do resto da humanidade e tem sido capacitado pelo Espírito Santo para falar aos seus semelhantes; e, quando prega a verdade com o poder que vem do céu, Deus é seu dono, o reconhece como seu embaixador, e o coloca na elevada e responsável posição de atalaia sobre os muros de Sião, ordenando a todos os homens que se cuidem, pois uma mensagem fiel, fielmente pregada, se desprezada e pisada, equivale a rebelar-se contra Deus e pecar contra o Altíssimo.


Como isso torna solene o Ministério da Pregação! Oh, vós, filhos dos homens, tal Ministério não é palavras humanas, mas o falar de Deus através dos homens!


Tantos quantos são verdadeiramente chamados e enviados como servos de Deus, não são autores da mensagem que levam; antes, primeiro a ouvem do Mestre, e depois a relatam ao povo, mantendo sempre diante de seus próprios olhos aquelas solenes palavras: “Não falando para avisar o ímpio acerca do seu caminho ímpio, para salvar sua vida, aquele ímpio morrerá, mas o seu sangue da tua mão o requererei” (Ez. 3.18).


Oh! Que possam hoje, diante de vossos olhos, gravadas em letras de fogo, contemplarem as palavras do Profeta: “Ó terra, terra, terra! Ouve a Palavra do SENHOR!”(Ez. 22.29). Porque na medida em que nosso Ministério é fiel, não contaminado pelo erro, é a Palavra de Deus, e Ele tem o mesmo direito de exigir que a creiam como se Ele mesmo estivesse falando do topo do Sinai, e não falando através do humilde Ministério da Pregação.


Vamos nos deter um pouco sobre esta doutrina. Façamos a nós mesmos esta solene pergunta. Não temos todos nós pecado grosseiramente contra Deus devido ao descaso que muitas vezes demonstramos aos Meios da Graça? Quantas vezes você ficou distante da reunião da igreja, apesar de o próprio Deus estar falando ali? Qual teria sido o fim de Israel se, quando convocado naquele dia para ouvir a Voz do Senhor no topo da montanha, tivessem preferido vagar pelo deserto? Porém, é isso que você tem feito. Você tem buscado seu próprio prazer, tem dado ouvido ao canto sedutor da sereia, mas tapa os ouvidos para a Voz do Altíssimo! E quando Ele mesmo vem falar em Sua Casa, tem se desviado para caminhos tortuosos, sem qualquer consideração pela voz do Senhor teu Deus. E quando se achega a Casa de Deus, quantas vezes o tem feito com olhos negligentes e ouvidos desatentos. Tem escutado como aquele que não ouve. Seu ouvido tem sido invadido, mas o homem escondido no coração permanece surdo; você é semelhante à víbora que não pode ouvir – pois por mais habilidosos que fossem nossos encantamentos, você não ouviria nem enxergaria.


Ademais, o próprio Deus às vezes tem falado em sua consciência, de modo que você o tem escutado. Você caminhava pelo corredor, joelhos batendo uns nos outros, e assentou-se em seu banco; e enquanto algum poderoso Boanerges trovejou a Palavra, você o escutava, como se fora a voz de um anjo: “Prepara-te para te encontrares com o teu Deus - aplicai o vosso coração aos vossos caminhos - ordena tua casa, porque morrerás e não viverás” (7). Mesmo assim, ao sair da casa de Deus tens te esquecido do tipo de homem que é. Você tem extinguido o Espírito; você tem menosprezado o Espírito da Graça; você afasta para longe as inquietações da sua consciência; você sufoca aqueles gemidos que começavam a clamar em seu coração; você afoga os desejos recém-nascidos que ainda brotavam; você afasta tudo aquilo que é bom e sagrado; você retorna uma vez mais a seus próprios caminhos, tornando-se novamente um andarilho nas montanhas do pecado, e no vale da iniqüidade.


Ah, meus amigos! Basta que meditem por um instante como em tudo isto têm desprezado a Deus. Certamente, se nesta manhã o Espírito Santo aplicar esta solene verdade em cada consciência aqui, este templo se transformará em uma casa de luto, e este lugar se tornaria uma Boquim, lugar de choro e lamentação.


Oh! Ter desprezado a Deus, ter pisoteado o Filho do Homem, ter passado longe da Cruz, ter rejeitado a insistência do seu amor e as advertências da sua graça! Quão terrível! Já havia pensado nisso? Você imaginava estar desprezando um homem, saberá agora que seu desprezo é contra Deus? É Cristo quem tem falado a vocês.


Ah! Deus é minha testemunha sobre muitas vezes ter Cristo chorado com esses olhos, e vos falado com esses lábios. Nada tenho buscado, a não ser a salvação das vossas almas. Algumas vezes por meio de palavras duras me esforço para conduzi-los à Cruz; outras vezes é com voz de choro que tento levá-los com lágrimas até meu Redentor; e estou certo de que não sou eu, mas Cristo falando através de mim. E quando ouviram, choraram, mas logo se foram e esqueceram, mas lembrem-se que Cristo falou com vocês. Foi ele quem disse: “Olhai para mim e sereis salvos, todos os termos da Terra” . Era ele falando, “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos”. Foi ele quem lhes advertiu que se descuidando de tão grandiosa salvação, perecereis, e tendo posto de lado a advertência e rejeitado o convite, vocês não nos desprezaram, antes, desprezaram nosso Mestre; por isso, ai de vós, a menos que se arrependam, porque terrível coisa é esta, ter desprezado a Voz daquele que fala desde o céu.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails