Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Você está afundando? - C. H. Spurgeon

/ On : 11:29/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


"Oh, quantos homens são escravos do medo da morte!"


O que é a morte? É um patamar baixo através do qual você se inclina para entrar no céu. O que é a vida? É uma tela estreita que nos separa da glória e a morte gentilmente a remove! 


Lembro-me de uma frase de uma boa velhinha, que disse: "Com medo de morrer senhor? Tenho mergulhado meu pé no Jordão, todas as manhãs antes do café nos últimos 50 anos e você acha que eu tenho medo de morrer agora?" Morrer? Por isso nós morremos centenas de vezes,  morremos diariamente; morremos a cada manhã, morremos a cada noite quando dormimos, pela fé, nós morremos, e assim morrer vai ser um trabalho mais do que conhecido, quando chegarmos a ela, quando chegar a hora. Diremos, " Ah, a morte! você e eu temos sido velhos conhecidos, eu tive de ti no meu quarto todas as noites, eu falei contigo a cada dia, eu tive o “crânio na minha penteadeira”, e eu pensei. Morte! vieste enfim, mas tu és um convidado bem-vindo; tu és um anjo de luz, amigo e não inimigo”


Por que, então, o pavor da morte, uma vez que não há temor de Deus te abandonar quando chegar o momento de morrer? Aqui devo lhes contar uma história da boa senhora Welsh, que quando ela estava morrendo, recebeu a visita de seu ministro. Ele disse a ela: "Irmã, você está afundando?" Ela não lhe respondeu uma palavra, mas olhou para ele com um olhar incrédulo. Ele repetiu a pergunta: "Irmã, você está afundando?" Ela olhou para ele de novo, como se não pudesse acreditar que ele fosse fazer tal pergunta. Enfim, subindo um pouco na cama, ela disse, "Afundando! Afundando! Alguma vez você já soube de um pecador afundar sobre uma rocha? Se eu estivesse de pé na areia, eu poderia afundar, mas, graças a Deus, eu estou na Rocha Eterna, e não há afundamentos lá."


Quão glorioso morrer! Oh, anjos, venham! Oh, cortes do Senhor do céu, abram, abram as tuas asas largas e nos levantem da terra, Ó, serafins alados, levem-nos muito acima do alcance dessas coisas inferiores, mas, até vos vir, eu vou cantar:


"Uma vez que Jesus é meu, eu não temerei me despir,
Mas de bom grado tirarei essas roupas de barro,
Pois morrer no Senhor é uma bênção da Aliança eterna;
Uma vez que Jesus está em glória,

através da morte me mostrou o caminho. "

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails