Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sábado, 17 de agosto de 2013

Não fabricamos cruzes! - C. H. Spurgeon

/ On : 12:22/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.
  

Jesus não nos ordena que façamos a nossa própria cruz, embora a incredulidade seja um carpinteiro especializado em fabricar cruzes. Tampouco somos permitidos a escolher a nossa cruz, ainda que a vontade própria gostaria de se tornar nosso senhor e mestre. A nossa cruz foi preparada e está designada pelo amor divino, e temos de aceitá-la alegremente. Devemos tomar a cruz como nosso distintivo e nosso fardo escolhidos, sem nos queixarmos a respeito dela.

Tome a sua cruz e siga-me. Marcos 8.34

Jesus nos convida a colocarmos o nosso ombro debaixo de seu jugo suave. Não desprezemos com irritação esse jugo, não o menosprezemos por orgulho, dele não nos desesperemos e não fujamos com temor. Devemos tomá-lo como verdadeiros seguidores de Jesus. Ele foi alguém que carregou uma cruz. Jesus estará à nossa frente no caminho da aflição. Certamente, você não desejaria ter um guia melhor!


O caminho da cruz é um caminho de segurança. Não tenha medo de trilhar suas veredas cheias de espinhos. A cruz não é feita de penas ou forrada com veludo. Ela é pesada e desesperadora para ombros desobedientes. Todavia, ela não é uma cruz de ferro, embora nossos temores tenham-na pintado com cores cruéis. Ela é uma cruz de madeira, e um homem pode carregá-la. O Homem de Dores carregou esse fardo. Pelo poder do Espírito Santo, em breve estaremos tão apaixonados pela cruz, que, assim como Moisés, não desejaremos trocar o opróbrio de Cristo por todos os tesouros do Egito. Lembremo-nos de que em breve a cruz será trocada por uma coroa. O pensamento da sublimidade da glória vindoura ameniza o peso das aflições presentes. O Senhor Jesus nos ajudará a sujeitarmos nosso espírito à vontade de Deus. Então, poderemos avançar com um espírito santificado e submisso que caracteriza os seguidores do Crucificado.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails