Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Somos filhos de Deus? | C. H. Spurgeon

/ On : 09:39/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


Muitos disfarçam um sentimento dito “cristão” nestes dias dizendo: “Oh! Este homem é muito preciso no que diz a Palavra. E ele está certo... mas, ainda assim, a verdade nem sempre deve ser falada. Há muitas coisas erradas sendo ditas e ensinadas, sem dúvida, mas ainda assim o tempo ainda não chegou... devemos ser tolerantes para com essas coisas. O homem está certo, mas ele tem que entender que não se deve ser muito preciso nos dias de hoje, devemos deixar uma margem de tolerância... devemos mostrar caridade nestas coisas...”


A Palavra de Deus, nesta época, é vista como uma coisa muito pequena, é vista com pouco caso... o homem, a sociedade... ocupam o lugar de primazia. Muitos que dizem professar reverência por ela, mostram uma reverência muito maior para com a mente e sabedoria humana em suas filosofias nascidas de corações caídos e hostis a Deus. Por que há grandes dignitários hoje ditos cristãos, líderes, pastores... que escrevem e pregam contra a clara verdade bíblica, relativizando a mente de Deus, como se a Verdade pudesse ser moldada a sociedade... e ainda assim encontram milhares e milhares de “cristãos”, pastores... para defendê-los? Dizem: “Não! Nem por um momento iremos pensar em condenar os livros ou eles, pois eles são nossos queridos irmãos, e nossos pensamentos não estão acorrentados a nada, temos um livre pensar, temos uma mente aberta...” – Alguns, vamos encarar a verdade, pensam exatamente como o mundo. Não acreditam firmemente em nada, mas ainda assim todos eles estão alojados em segurança em igrejas, em púlpitos... como os animais puros e impuros na arca de Noé.


Aqueles que saem com Cristo, proclamam a verdade inegociável de Deus, estes ouvem a censura: “Eles são muito precisos, na verdade eles são fanáticos, eles são dogmáticos...” É assim que o mundo fez no passado – “fanáticos!” – e assim é hoje.


Se você colocar a Verdade de Deus em primeiro lugar, logo dirão: “Ah, essas pessoas estão atrás de seu tempo, o mundo tem feito avanços, estamos no século XIX... você deveria conhecer mais, não ter a  mente tão fechada... devia olhar para as descobertas da ciência... devia colocar sua visão estreita fora do tribunal...”


Muito bem, os verdadeiros cristãos estão contentes de estar atrás do seu tempo, pois o tempo dos homens está ficando cada vez mais perto do julgamento... olhe o retrato vil da sociedade que a mente e sabedoria humana criou...


“Ah!” – mas eles dizem – “essas pessoas nos parecem ser tão hipócritas, pois eles se acham certos e mais ninguém” – Muito bem, cristão, se Deus é a verdade, e se a Sua Verdade  te apegas, o mundo inteiro te chamar de hipócrita não o tornará um. Pois estamos firmes nas Doutrinas da Graça – nos apegamos somente a cruz – não nos apegamos ou declaramos nenhum mérito próprio, caminhamos como pobres pecadores redimidos, olhe somente para Cristo e se apegue a Verdade sob os protestos do mundo. Nossa consciência – se fomos salvos por graça e estamos sendo guiados, santificados... por graça – é nula de ofensa nesta matéria e acusação de hipocrisia. Não pregamos um átomo de mérito pessoal, mas a salvação  de miseráveis por Graça Soberana.


“Ah!” – eles dizem – “não vale a pena dar atenção a estas pessoas, eles são um bando de idiotas!” – É muito notável que, no julgamento de sua própria época, bons homens serem foram vistos como tolos. Somente tolos foram usados para virar o mundo de cabeça para baixo. Noé construindo uma Arca, Abraão deixando a segurança de Ur, Moisés abrindo mão de ser príncipe do Egito... Lutero, Calvino, Whitfield eram todos tolos... Mas de uma forma ou de outra, Deus tem usado esses tolos para obter para si mesmo uma vitória gloriosa. Deus jamais usa homens em sincronia com o mundo para proclamar a Sua glória. Então o mundo se vira para dizer: “São pobre, são sem influência, não são poderosos... quem da nobreza e aristocracia está com eles?” – mas esta é a glória da graça se manifestando na escolha soberana de Deus para confundir o orgulho humano: “Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele.” - 1 Coríntios 1:27-29


Irmão, você deve esperar e suportar, se você seguir de fato a Cristo e não for um mero cristão nominal, reprovação de todos os tipos da cultura humana. Mas deixe eu lembrá-lo que todo tipo de censura o teu Mestre teve que suportar. O mundo e os religiosos de sua época disseram: “Ele é um tolo e enganador” – Era a Verdade encarnada e foi chamado enganador. A verdade nunca teve boa recepção neste mundo: “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz...” -  João 3:19 – Então Ele ouviu: Ele agita o povo, ele promove rebelião, ele é um mero demagogo” – Esse foi o grito do mundo contra Cristo, e, como se isso não fosse suficiente, eles foram além e disseram: “Ele é um blasfemo” – Eles o puseram para morrer sob a acusação de ser um blasfemo e traidor ao Império Romano. Eles sussurraram uns para os outros – “Você ouviu, ele disse assim e assim, em seu último sermão no sábado... Ele é um blasfemo!” – Mas vocês pensam que isso é tudo? Não! Então veio o clímax, todos disseram que ele tinha demônio e estava louco. Disseram não só que tinha demônio, mas que  fazia tudo o que fazia por Belzebu, o príncipe dos demônios. Esta é a vida de seu Mestre, você vê? Toda a sujeira de todos os chiqueiros da terra foram lançadas sobre ele por mãos sacrílegas. Esse mundo não pode amar, senão odiar, o doador de toda vida, o único que é santo... nada foi grosseiro o suficiente para que eles temessem lançar sobre Ele.



Nosso chamado então é: “Portanto, saiamos até ele, fora do acampamento, suportando a desonra que ele suportou.” - Hebreus 13:13 – Como podemos desejar ser aprovados por um mundo que desaprovou totalmente nosso Senhor? “Bem” – diz alguém – “eu não quero ser cristão se o chamado é para suportar tudo isso” – então você é parte do mundo que despreza o valor infinito de Cristo. Volta, então, tu covarde, este é o epítome da tua condenação. Mas, oh! Homens que amam a Deus e que tem seus olhos voltados para a eternidade, eu oro para que não recues um passo ou diminua a velocidade ao tomar esta cruz. Você pode suportá-la! Não há coroa sem a cruz. Você deve estar no pelourinho com Cristo se com Ele reinarás. Deve com Ele ser cuspido, carregar a vergonha se deseja com Ele a honra eterna de ser para sempre transformado na imagem do Filho Unigênito de Deus – “Se somos filhos, então somos herdeiros; herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, se de fato participamos dos seus sofrimentos, para que também participemos da sua glória.’ - Romanos 8:17

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails