Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Escapando de pensamentos vãos – C. H. Spurgeon

/ On : 11:53/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.


“Tu és meu refúgio e meu escudo” – Salmos 119.114


Tu és meu refúgio e meu escudo. Deus era seu refúgio e escudo. Ele corria para seu Deus a fim de escapar dos pensamentos vãos; ali ele se escondia de sua tormentosa intrusão, e em solene silêncio da alma encontrava em Deus seu santuário. No burburinho do mundo, se não pudesse ficar a sós com Deus como um lugar de refúgio, o homem de Deus podia ter consigo o Senhor como seu escudo, e por esse meio ele podia precaver-se das flechas peçonhentas da má insinuação. 


Este é um versículo experimental, e testifica daquilo que o escritor sabia de seu próprio conhecimento pessoal: não podia fugir de seus próprios pensamentos, nem escapar deles, enquanto não fugisse para seu Deus e ali encontrasse livramento. Observe que ele não fala da Palavra de Deus como sendo sua dupla defesa, mas atribui sua proteção a Deus mesmo: “Tu és meu refúgio e meu escudo.” Quando nos virmos cercados por assaltos espirituais sutis, tais como aqueles que surgem dos pensamentos vãos, faremos bem em fugir diretamente para a presença real de nosso Senhor, escondendo-nos em seu poder e amor. 


O Deus verdadeiro, realmente compreendido, é a morte da falsidade. Feliz quem pode realmente dizer ao Deus Triúno: “Tu és meu refúgio e meu escudo!” Ele é quem contempla Deus dentro daquele glorioso aspecto pactual que assegura ao que contempla a mais forte consolação.


Eu espero em tua palavra. Ao máximo que ele pudesse, visto que a experimentava e a provava. Aquilo que foi verdadeiro no passado, podia ser objeto de confiança para o futuro. O salmista procurava proteção contra todo perigo, bem como a preservação contra toda tentação, no Senhor que fora a torre de sua defesa em toda ocasião. E fácil exercer esperança onde temos experimentado o socorro. As vezes, quando lúgubres pensamentos nos afligem, a única coisa que podemos fazer é esperar; e, felizmente, a Palavra de Deus sempre põe diante de nós objetos de esperança, razões para esperança e acenos da esperança, em abundância tal que ela se torna a própria esfera e suporte da esperança, e assim os pensamentos timoratos e tentadores são vencidos. Em meio aos aborrecimentos e preocupações, nutrir esperança do céu é um golpe final e eficaz contra os mesmos.


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails