Home | C. H. Spurgeon | Log out

Venha para o Metropolitan Tabernacle

SpurgeonTv

sábado, 30 de novembro de 2013

Suba a Montanha – C. H. Spurgeon

/ On : 11:16/ SOLA SCRIPTURA - Se você crê somente naquilo que gosta no evangelho e rejeita o que não gosta, não é no Evangelho que você crê,mas, sim, em si mesmo - AGOSTINHO.

- "Sobe a um monte alto!" Isaías 40.9 -


Nosso conhecimento de Cristo é, de certo modo, como subir a uma das nossas montanhas. Quando você está na base, vê apenas um pouco: a própria montanha parece ter apenas a metade da altura que realmente tem. Confinado a um pequeno vale, você mal descobre qualquer coisa, a não ser os regatos encrespados quando descem até a corrente ao pé da montanha. Suba o primeiro outeiro, e o vale alonga-se e alarga-se debaixo de seus pés.


Suba mais alto, e verá a região ao redor com horizontes distantes seis a oito quilômetros e se deleitará com a ampla perspectiva. Suba ainda mais, e o cenário se ampliará, até que, por fim, quando chegar ao cume e olhar para todas as direções, verá diante de si toda uma cidade grande ou mesmo várias cidades. Além, há uma floresta em algum lugar distante, ou mesmo outro estado ou país, a mais de trezentos quilômetros de distância. Ali, bem perto, está o mar; acolá, um rio brilhando e chaminés expelindo fumaça em uma cidade industrial ou os mastros de navios em um porto movimentado.



Todas estas coisas o surpreendem e agradam-lhe, e você diz: "Não podia imaginar que tanta coisa podia ser vista desta elevação." Pois bem, a vida do cristão é da mesma ordem. Quando de início cremos em Cristo, víamos pouco sobre Ele. Mas, quanto mais alto subíamos, mais descobríamos suas belezas. Mas quem já chegou ao cume? Quem conheceu todas as alturas e profundidades do amor de Cristo que excede todo entendimento? Paulo, quando envelheceu, sentado com seus cabelos brancos, tremendo de frio num calabouço em Roma, pôde dizer com a maior ênfase possível: "Eu sei em quem tenho crido", porque cada experiência tinha sido como a subida de um monte, cada provação tinha sido como subir outro cume, e sua morte parecia alcançar o alto da montanha, da qual ele podia descortinar tudo a respeito da fidelidade e do amor daquele a quem havia entregue sua alma. Suba, caro amigo, ao alto da montanha.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails